fbpx
 

O que uma casa nos EUA pode me proporcionar

Suas últimas férias na Flórida foram incríveis e você quer voltar sempre que possível. Já imaginou se além de um lugar para se hospedar nos Estados Unidos, você também pudesse aportar o seu dinheiro de forma segura e com tendência a valorizar? Isso é possível! A lei americana permite que mesmo quem não possui um visto de residência ou Green Card, pode comprar uma casa nos EUA. Além de ter aquele cantinho pronto para você ficar durante suas férias, o imóvel serve de um ótimo aporte de médio e longo prazo. Sem contar que o aluguel ainda pode cobrir as prestações.

Ficou interessado na ideia? Separamos algumas vantagens de comprar uma casa nos EUA!

O mercado imobiliário nos EUA está em um ótimo momento

Se arrependeu de não ter investido em um imóvel nos Estados Unidos durante a crise de 2008? Ainda está em tempo! Mesmo com o dólar alto, comprar uma casa nos EUA ainda é um investimento para o futuro que vale a pena. o mercado imobiliário americano ainda não se recuperou completamente, e a tendência é valorizar ainda mais nos próximos anos – ou seja, mesmo com a alta do dólar, comprar uma casa nos EUA ainda é um excelente investimento para o futuro.

Além disso, o momento internacional favorece a busca por esse mercado: com a crise econômica no Brasil, crise migratória na Europa e a desaceleração da China, os Estados Unidos, mais do que nunca, se destacam pela segurança do investimento. Em uma pesquisa da Associação de Investidores Estrangeiros em Imóveis, a Afire, 60% dos entrevistados disseram que enxergam os EUA como país que provem investimentos imobiliários mais estáveis e seguros. Em segundo lugar, se encontra a Alemanha com 19% dos votos.

Na mesma pesquisa, os Estados Unidos ficou em primeiro lugar entre aqueles com melhor oportunidade de valorização de preço de imóveis para esse ano, seguido de Brasil, Alemanha, Reino Unido e Austrália (Dados Associação de Investidores Estrangeiros em Imóveis – Afire).

Investimento mais barato e mais seguro do que no Brasil

Se você olhou recentemente imóveis para comprar, deve ter uma boa ideia do quanto o mercado imobiliário brasileiro está inflado. Por isso, apesar do dólar alto, uma casa nos EUA ainda pode sair bem mais barata do que uma no Brasil. Apenas como exemplo, enquanto um apartamento na Zona Sul do Rio de Janeiro custa em torno de R$ 1,2 milhões, uma casa em Orlando, com 4 dormitórios e toda a estrutura sai por cerca de US$ 300 mil, mais barato do que o apartamento no Rio!

Não é incrível? Então imagina que o investimento praticamente se pague. Sim! Com a alta procura por aluguéis em algumas regiões do país, como Orlando, é possível alugar a sua casa por valores que chegam a cobrir as prestações do financiamento, diminuindo bastante o custo total do imóvel.

É um investimento que tende a se pagar. E, melhor do que isso, em uma moeda forte como o dólar – algo que ganha ainda mais importância em um momento em que o Real se mostra instável, como agora.

Leia também: Os melhores lugares para se morar nos EUA

Facilidades de transação e de financiamento até para brasileiros

Mesmo sendo estrangeiro e não morando nos EUA, você pode fazer um financiamento de imóvel no país. Não existe nenhum tipo de obstáculo por você ser um estrangeiro. Além disso,  hoje existem opções de financiamento em até 30 anos, e com uma entrada mínima de 30%.

Os brasileiros podem financiar a casa própria pelos bancos americanos. O ideal, nesse caso, é abrir uma conta no país, para facilitar as transações. A partir daí tudo fica relativamente simples: o processo burocrático demora entre 45 e 60 dias, e os juros são baixos (em torno de 5,5%).

Soma-se a isso o fato de que alguns mercados já estão bastante adaptados a compradores brasileiros. Na Flórida, por exemplo, até mesmo a estrutura de casas e apartamentos já está se adaptando ao nosso gosto, devido à alta procura.

Você não precisa de visto de residência para comprar uma casa nos EUA

Para comprar um imóvel nos EUA, não é preciso ter o Green Card ou qualquer visto de trabalho ou residência. Basta um passaporte com visto válido (pode ser só de turista) e a comprovação da origem dos recursos – uma exigência do governo brasileiro, já que uma transação como essa passa pelo Banco Central.

Mas é preciso ter em mente que comprar uma casa nos EUA, mesmo como investimento, não dá direito a um visto de residência no país. Se o seu visto é apenas de turista, você fica sujeito às mesmas regras de antes – com a diferença que agora pode ter um lugar fixo para se hospedar.

Leia também: quais vistos concedem residência permanente nos EUA?

Onde comprar casa nos EUA?

Se você pensa em comprar uma casa nos EUA, o ideal é apostar em uma região que tende a se valorizar com o tempo. Ter um lugar para ficar durante as suas viagens é ótimo, mas se o valor tende a aumentar com o tempo, ou se há possibilidades de usar o aluguel para pagar o financiamento é melhor ainda, não é mesmo?

Se esse é o seu objetivo, a Flórida é uma ótima opção: além do clima agradável – fugindo de invernos rigorosos – e da alta procura – tendendo à valorização – essa região recebe muitos brasileiros. Lá, Miami ainda é a melhor opção. Como a cidade tem uma geografia que limita a sua expansão, e ainda atrai demanda de investimentos de todo o mundo, a tendência à valorização é altíssima.

Pelo ponto de vista de investidores, porém, Nova York continua sendo o principal mercado-alvo no setor imobiliário. Los Angeles e São Francisco também estão entre as cidades mais procuradas. Segundo dados da Afire, as cidades mais procuradas para investimentos imobiliários são Atlanta, Dallas, Tampa, Orlando e Fort Lauderdale.

Veja as melhores cidades para morar nos EUA de acordo com o seu objetivo de vida!

Com todas essas vantagens, é praticamente irresistível não começar a procurar um imóvel para comprar em terras norte-americanas, não é? Por mais que não seja necessário um visto de residência para isso, é interessante pensar na possibilidade de conseguir o Green Card caso seus planos mudem e você queira se estabelecer no país.

E uma forma muito fácil de conseguir a cidadania americana é pelo EB-5. Você já ouviu falar sobre?

O EB-5 é um dos poucos vistos dos Estados Unidos que pode garantir a cidadania americana. Os portadores do visto podem permanentemente viver e trabalhar no país, junto de seu cônjuge e filhos solteiros menores de 21 anos. Incrível, não é?

Saiba como funciona o processo de imigração para sair do Brasil!

No Comments

Post A Comment