Perfil de parceiro da LCR: a US Strategic Minerals busca criar um futuro verde

A empresa está se esforçando para extrair matérias-primas e usar a reciclagem para tornar os Estados Unidos um país líder na economia verde.

A US Strategic Minerals (USSM), única produtora e processadora primária de cobalto e níquel da América do Norte, em parceria com a LCR Capital Partners lançou um novo Projeto EB-5 Rural de US $100 milhões. A empresa está construindo uma planta de mineração e processamento de metais para fabricação de baterias, com o objetivo de fomentar a revolução da energia verde e promover a segurança econômica e nacional.

A USSM destaca o “Desafio do Futuro Verde”, uma transição da atual produção baseada em combustíveis fósseis para alternativas mais ecológicas e sustentáveis, como sua principal missão. A criação de uma futura economia verde que minimize os efeitos das alterações climáticas depende da capacidade do país de produzir e armazenar energia, o que não pode acontecer sem uma indústria de baterias doméstica, sustentável e de ciclo fechado. Os Estados Unidos necessitam desses minerais para realizar essa missão, mas não têm um sólido plano sobre como obtê-los internamente. Além disso, anos de atraso no investimento e um senso de urgência deixaram o país atrás dos concorrentes. A USSM está empenhada em criar soluções para esses desafios, utilizando capital privado com o auxílio de empresas com ideias semelhantes e foco em ESG, como a LCR.

Esse empreendimento significativo não é a única forma pela qual a USSM se esforça para ter uma consciência ESG. A empresa se dedica constantemente pelo bem-estar dos funcionários, aplicando e aderindo a todas as práticas e diretrizes de segurança necessárias, incentivando canais de comunicação abertos e honestos para resolver problemas de maneira eficaz, estimulando a diversificação dos funcionários e enfatizando a integração comunitária por meio da participação em prefeituras.

Além disso, a USSM adquiriu todas as licenças necessárias para o projeto, o que é uma raridade devido à longa lista de requisitos necessários para cumprir a conformidade ambiental a níveis estadual e federal.

O CEO da USSM, Stacy Hastie, passou mais de 30 anos envolvido com proteção ambiental e limpeza na indústria de mineração. Sua empresa, Environmental Operations, estava originalmente localizada no estado de Missouri para concluir a limpeza da antiga mina de chumbo do estado. Por meio desse trabalho, foram identificados minerais de terras raras como cobalto e níquel em pilhas de resíduos da mina.

A empresa tenta implementar tecnologias que minimizem sua pegada ambiental — algo que raramente é encontrado na indústria, especialmente fora dos Estados Unidos, em países como a República Democrática do Congo e a China. A mineração de matérias-primas foi e continua sendo uma grande fonte de poluição, mas a USSM está tentando mudar isso ao utilizar medidas de prevenção da poluição, monitorar a integridade de suas instalações para evitar acidentes ambientais e, o mais importante, reciclar as baterias de maneira sustentável, em vez de descartá-las em aterros sanitários.

Leia mais sobre as práticas ESG da USSM e o “Desafio do Futuro Verde” no site da empresa.

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.