fbpx
 

Quais são os melhores lugares dos Estados Unidos para morar?

É normal depois de decidir que você vai mudar para outro país, começar a pensar quais são os melhores lugares para viver. Quando pensamos em morar nos Estados Unidos, dezenas de opções de cidades surgem como boas escolhas.

Um dos destinos mais populares é a Flórida, por conta da alta concentração de latinos (especialmente brasileiros) e por causa da adaptação cultural e climática mais fácil. Outros lugares que são escolhidos são Nova Iorque, por estar entre as principais metrópoles do mundo, e a Califórnia. Mas será que essas são as melhores escolhas? Há muitas opções que não são consideradas, mas podem ser melhor para o investidor e sua família.

De acordo com um estudo realizado pela Money Rates, republicado na Forbes, os cinco melhores lugares para se morar são Texas, Washington, Wyoming, Virginia e Ilinois, levando-se em consideração cinco fatores: salários médios, taxas de impostos estaduais, custo de vida, taxa de desemprego e casos de doença no local de trabalho, lesões e mortes.

Texas

Você sabia que em 2015 o Texas foi eleito o melhor lugar para se morar nos EUA, roubando o lugar de Washington, que ficou com a vice liderança?

Segundo o estudo, o Texas obteve bons resultados em uma variedade de condições de emprego, contribuindo para uma economia saudável. Em 2013, o produto interno bruto do estado aumentou 3,7%, uma taxa mais elevada do que a taxa de crescimento médio dos EUA de 1,8% no mesmo período. Embora o salário médio no Texas seja apenas ligeiramente acima da média nacional, o custo de vida no Estado é abaixo da média, e não há imposto de renda estadual.

Washington

Depois de ter sido superado pelo Texas, Washington tem um dos mais altos salários médios no país, com funcionários ganhando uma renda anual de $52.540. Além disso, os trabalhadores mantém mais do seu salário, porque não há nenhum imposto de renda estadual.

O estado também está preparado para o crescimento do emprego em setores maiores no futuro, de acordo com o Departamento de Segurança do Emprego de Washington. Por exemplo, o crescimento econômico e o empregatício deve ajudar a aumentar a demanda por tecnologia e serviços profissionais e de negócios em Seattle-King County.

Wyoming

Um traço comum que une Wyoming aos outros dois principais estados no estudo é que eles não têm um imposto de renda estadual. Só isso já é de suma importância, afinal o estado é pouquíssimo considerado entre os estrangeiros e cujo salário médio é um pouco abaixo do padrão nacional.

O Wyoming marcou perto do topo, porque o custo de vida e o desemprego estão muito abaixo dos níveis na maioria dos estados. O Departamento da Força de Trabalho e Serviços do Wyoming projeta que as indústrias metalúrgica, da saúde e assistência social irão apresentar o maior crescimento em número de contratações. “O estado da igualdade” também tem poucos problemas com segurança no local de trabalho.

Virgínia

O estado tem um dos maiores salários médios no país e por conta disso pulou do sétimo para o quarto lugar. Além disso, em termos de segurança no local de trabalho, o estado possui a terceira menor taxa de incidentes relatados. E como último ponto de força, Virgínia possui também uma taxa de desemprego menor que a média.

Illinois

Em 2015, Illinois não estava nem no top 10, enquanto no ano passou chegou ao 5º lugar. O que fez o estado crescer tanto foram os salários relativamente altos combinados com uma taxa de imposto razoável e um custo de vida bom. O ponto negativo do estado é que a taxa de desemprego ainda está acima da média nacional.

Para saber mais sobre como se mudar para os Estados Unidos com o visto EB-5, converse com o time da LCR!

No Comments

Post A Comment

Open chat