Qual o melhor visto: EB-2 ou EB-5?

O que cada um dos Vistos de Imigrante Baseado em Emprego oferece?

Morar nos EUA é o sonho de muitos brasileiros e isso não é surpresa para ninguém.

Entretanto, quem procura como conseguir realizar este sonho pode se surpreender com a variedade imensa de vistos que existem e concedem a tão admirada cidadania norte-americana (ou ao menos, o Green Card).

Uma das categorias existentes é a de Visto de Imigrante Baseado em Emprego – o EB Visa – que permite que estrangeiros imigrem permanentemente para os Estados Unidos.

As duas subcategorias mais conhecidas deste tipo de visto são o EB-2 e o EB-5. Mas você sabe a diferença entre os dois e qual melhor se aplica ao que você quer e procura?

Emprego de Segunda Preferência – O Visto EB-2

Para tentar o visto EB-2, é necessário o trabalhador possuir um diploma de pós-graduação, ter uma habilidade excepcional ou cuja imigração seja de interesse nacional.

Pós-Graduação

Você deve aplicar para uma vaga de emprego que requeira um grau elevado de formação e, por isso, você precisa possuir pós-graduação, mestrado, doutorado ou afins, ou ser equivalente bacharelado com pelo menos 5 anos de experiência progressiva na área.

Habilidade Excepcional

Você deve estar apto para provar sua habilidade excepcional em ciências, artes ou negócios.

Habilidade excepcional significa um grau ou expertise significativo acima do que normalmente se encontra nessas áreas.

Você precisa ter pelo menos três dos critérios abaixo:

  • Registro acadêmico oficial que mostre que você possui um grau, diploma, certificado ou prêmio semelhante de uma faculdade, universidade, escola ou outra instituição de ensino relacionada à sua área ou habilidade excepcional;
  • Cartas que documentem pelo menos dez anos de experiência integral na sua ocupação;
  • Uma licença para praticar sua profissão ou uma certificação pela sua profissão ou ocupação;
  • Evidência que você teve um salário ou outra remuneração por serviços que demonstrem sua habilidade excepcional;
  • Ser membro em uma associação profissional;
  • Reconhecimento pelas suas conquistas e contribuições significantes para a sua indústria ou campo por outros, entidades governamentais, profissionais ou organizações de negócio;
  • Outra evidência comparável de elegibilidade é também aceita.

Isenção de Interesse Nacional – National Interest Waiver

Estrangeiros procuram a renúncia da requisição do Certificado de Mercado em casos extremos, nos quais sua ocupação seja de altíssima importância para os Estados Unidos.

Embora não tenha no estatuto americano uma listagem de profissões que se aplicam para a solicitação dessa renúncia da Certificação de Mercado pelo governo americano, as isenções de interesse nacional geralmente são concedidas para aqueles que têm habilidade excepcional e cujo emprego nos Estados Unidos beneficiaria muito a nação.

Aqueles que aplicam para o National Interest Waiver, podem fazer a solicitação sem a necessidade de um empregador para patrociná-los. Podem arquivar sua certificação de trabalho diretamente com USCIS, juntamente com o Formulário I-140, Petition for Alien Worker.

Para que isso ocorra, o solicitante deverá atender a pelo menos 3 dos critérios estipulados que demonstram que é interesse nacional a permanência daquele indivíduo nos Estados Unidos.

Familiares de quem aplica para o EB-2

Cônjuges e filhos com menos de 21 anos de quem aplica para o EB-2 podem ser admitidos aos Estados Unidos no E-21 e E-22 status de imigrantes.

Durante o processo em que o candidato e o cônjuge estão aplicando para a residência permanente, o cônjuge é elegível para requerer um EAD – Documento de Autorização de Emprego.

Emprego de Quinta Preferência – O Visto EB-5

Diferente dos outros vistos, o EB-5 é um programa para investidores (com cônjuges e filhos menores de 21 anos) administrado pelo USCIS (United States Citizen and Immigration Services) que estimula o investimento estrangeiro nos Estados Unidos.

Não há necessidade do aplicante administrar o seu próprio negócio, ele não necessita ter habilidades extraordinárias nos Estados Unidos e tampouco ter uma fonte de renda extraordinária para conseguir aprovação.

Perante os vistos acima, esse seria o mais fácil de se aplicar, pois não é necessário ter uma profissão relacionada ao aporte escolhido para ser elegível como aplicante.

O aplicante pode ter seu próprio negócio, garantindo o emprego de pelo menos 10 americanos ou aporte em um projeto via Centro Regional, como o THE FOUR SEASONS SURF CLUB, para conseguir dar entrada no Programa EB-5.

Os requisitos para o visto EB-5 são:

  • Exigência Mínima de Capital: É preciso realizar um aporte de US$ 500.000 em um novo negócio ou projeto imobiliário;
  • Geração de Novos Postos de Trabalho: Criar e manter pelo menos dez empregos para trabalhadores norte-americanos;
  • Elegibilidade: Comprovar que não foi condenado por um crime, não ter histórico de fraude financeira ou ter previamente violado as leis de imigração nos EUA;
  • Fonte dos Recursos: Os recursos devem ser procedentes de meios legais como:
  • Salário obtido através de empregos lícitos;
  • Presente (doação) de familiares, amigos ou empregadores;
  • Lucros obtidos com a venda de propriedades, imóveis ou outros ativos;
  • Empréstimo – desde que o empréstimo seja garantido e o cliente tenha a obrigação de quitá-lo.
  • Riscos do Projeto: A totalidade do aporte para o visto EB-5 deve ficar comprometida no projeto ou novo negócio até a solicitação do Green Card permanente (em média, 4-5 anos após o aporte). A lei não permite que seja oferecido ao cliente garantia de retorno do principal, rentabilidade futura ou direito de resgate do capital. Entretanto, o aporte em projetos sérios, apresenta uma clara estratégia de saída.

Quer saber mais sobre o EB-5? Entre em contato com a LCR!

No Comments

Post A Comment