fbpx
 

Melhores razões para escolher os EUA em vez de Portugal

Melhores razões para escolher os EUA em vez de Portugal

O esquema de residência por investimento de Portugal tem sido comercializado prolificamente no Brasil nos últimos dois anos. É semelhante ao programa americano EB-5 em algumas maneiras; e se você optar por aplicar nas “artes” ou em “atividades de pesquisa”, o aporte mínimo é um pouco menor do que o programa dos EUA. Mas os aplicantes precisam ser cautelosos em relação ao programa de Portugal e ao ambiente econômico em que estão aportando.

A economia de Portugal está atualmente na 47ª posição do mundo, segundo o FMI – em comparação com os EUA, que é a economia número um do mundo. Como perspectiva, a economia da África do Sul ocupa o 39º lugar, oito posições acima de Portugal. Pergunte a si mesmo: você aportaria nas artes ou em atividades de pesquisa na África do Sul?

A propriedade é outra opção de investimento em Portugal, mas, novamente, é necessário considerar o clima econômico, o mercado imobiliário de Portugal e os riscos de perda de capital. Com a saída da Grã-Bretanha da União Europeia se aproximando, quem sabe o que acontecerá com a UE nos próximos 5 anos – que é o prazo mínimo de investimento no programa de vistos de Portugal. Eventos geopolíticos poderiam ter um impacto dramático em qualquer investimento no país e, particularmente, em propriedades. Também pode afetar a liberdade de viajar dentro da UE, que é um dos principais pontos de venda deste programa.

Ativos de propriedade podem ser arriscados

Alguns programas europeus são (erroneamente) percebidos como “menos arriscados” pelos brasileiros, porque em muitos casos o aporte está diretamente conectada com uma propriedade. Em outras palavras, você compra e possui imóveis no país que está procurando para obter residência. Isso dá aos aplicantes uma (falsa) sensação de segurança. Enquanto eles estão comprando um ativo físico, e comprar uma propriedade é provavelmente algo que eles provavelmente já fizeram antes, o que os aplicantes nem sempre estão cientes é que os mercados imobiliários nesses países são muito mais voláteis do que aqueles em que estão acostumados no Brasil. O mercado imobiliário grego, por exemplo, caiu 45% desde 2008. Além disso, há impostos sobre propriedades cada vez maiores cobrados. Por exemplo, em 2015, mais de 45.000 gregos se recusaram a aceitar as propriedades que herdaram, devido aos pesados impostos cobrados sobre as propriedades.

E, claro, se você está procurando construir uma vida no exterior, em vez de simplesmente ganhar um segundo passaporte, os Estados Unidos são a escolha óbvia. Os EUA oferecem muitas das melhores escolas e universidades do mundo, é um ajuste cultural fácil para os brasileiros, você ganha acesso à maior economia do mundo e o estilo de vida é seguro e protegido em comparação com o Brasil.

Tabela de Comparação: Portugal vs. EUA

“Golden Visa” de Portugal

Valor do Investimento Requerido:

  • 280.000 euros para aplicar nas artes, ou para a reconstrução ou renovação de projetos de patrimônio nacional
  • 350.000 euros para aplicar em atividades de investigação
  • 350.000 euros para propriedades com mais de 30 anos ou localizadas em áreas de regeneração urbana
  • 500.000 euros para a compra de participações em fundos de investimento ou em capital de risco
  • EUR 500.000 para outras propriedades

Cronograma para alcançar a residência permanente: cinco anos

Ranking de economia (por PIB): 47*
(*A África do Sul é mais alta, classificada em 39)

Taxa de desemprego: 9.1%

Universidades no top 300 mundial: Nenhum

Green Card americano

Valor de aporte requerido:

Um aporte de US $ 500.000 em um projeto de desenvolvimento comercial ou de propriedade que leve à criação de pelo menos 10 empregos americanos

Cronograma para alcançar a residência permanente: cinco anos

Ranking de economia (por PIB): 1

Taxa de desemprego: 4.4%

Universidades no top 300 mundial: 86

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.