fbpx
 

Por que o visto EB-5 é a melhor opção para estudar nos EUA

Uma das razões pelas quais muitos investidores estrangeiros procuram imigrar para a América é para que seus filhos tenham acesso a algumas das melhores universidades do mundo. Não é segredo que a qualidade está diminuindo nas universidades locais; e em um mercado de trabalho cada vez mais global, um diploma de uma universidade reconhecida nos EUA sempre será mais valioso.

O visto de imigrante EB-5 oferece uma série de benefícios específicos para estudantes internacionais – por isso, mesmo se os pais não quiserem se mudar para o exterior, essa ainda pode ser a melhor opção de visto para seus filhos.

Aqui estão os quatro principais benefícios do programa de vistos EB-5 para estudantes:

1. Processamento rápido

Enquanto outras opções de residência permanente envolvem tempos de espera frustrantes (até 12 anos), os aplicantes do programa EB-5 geralmente recebem um green card condicional dentro de 18 a 24 meses. Isso significa que seus filhos podem se mudar para os Estados Unidos para começar a estudar em menos de dois anos; e depois da universidade eles estão livres para permanecer no país e se candidatar a empregos ou abrir uma empresa. O programa EB-5 também oferece altas taxas de aprovação em comparação com outros programas de imigração (aproximadamente 90% dos pedidos são aprovados).

2. Melhores oportunidades de emprego

A procura de emprego nos EUA pode ser muito difícil para as pessoas que não tem Green Card. Por exemplo, após a graduação, um estudante internacional com visto F-1 (visto de estudante internacional) tem três meses para encontrar um emprego e registrar-se nos Serviços de Cidadania e Imigração dos Estados Unidos (USCIS). Se o estudante graduado não conseguir encontrar um emprego dentro desse período de três meses, ele precisará sair do país.

O visto F-1 também restringe o recém-graduado a buscar oportunidades de emprego em sua área de estudo, o que limita ainda mais suas opções.

Além disso, o possível empregador é quem deve solicitar e patrocinar um visto H-1B em nome do solicitante. Dada a competitividade do mercado de trabalho, pouquíssimos empregadores estão dispostos a dispender o tempo e as despesas e correr o risco de fazer isso. De fato, durante o processo de busca de emprego, os empregadores geralmente filtram aplicações que exigem patrocínio de visto e eliminam esses candidatos no estágio inicial.

Com o visto EB-5, os estudantes que se candidatam a vagas após a graduação são tratados como residentes nos EUA e não enfrentam nenhuma dessas dificuldades. Eles podem buscar qualquer trabalho em qualquer área e não precisam solicitar vistos adicionais ou autorizações de trabalho.

3. Maiores chances de aceitação

Atualmente, há mais de um milhão de estudantes internacionais em universidades americanas e a competição pela entrada é mais difícil do que nunca. Ser residente nos EUA aumenta consideravelmente as taxas de aceitação em escolas e universidades, permitindo mais possibilidades para sua educação.

Por exemplo, 9% dos candidatos americanos residentes são aceitos no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), mas somente 0,03% das candidaturas internacionais são aceitas. Com um cartão verde, através do programa de vistos EB-5, os aplicantes e seus filhos são considerados residentes dos EUA e são tratados como tal quando se candidatam a faculdades e universidades americanas.

4. Benefícios baseados no mérito e mensalidades mais baixas

Portadores de Green card podem se qualificar para uma série de benefícios que são reservados para residentes permanentes nos EUA, bem como mensalidades mais baixas em muitas universidades, compatíveis com os valores pagos pelos residentes do estado. Além disso, os aplicantes do EB-5 podem ser elegíveis para a Solicitação Gratuita do Auxílio Federal Estudantil (FAFSA) e outros serviços de auxílio financeiro, que de outra forma não estariam disponíveis para estudantes internacionais.

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.

Open chat