Quais as diferenças entre o visto L1 e o visto EB-5?

Está em dúvida entre os vistos L1 e o EB-5? De fato, os dois permitem ao interessado morar nos EUA com a família, mas existem diferenças entre o visto L1 e o visto EB-5 que são substanciais.

Vamos começar falando do visto L1, muito comum entre executivos que desejam expandir os negócios nos EUA.

O Visto L1

O visto L1 é um visto de não-imigrante e permite que uma entidade sediada no exterior abra um novo escritório nos EUA e transfira um executivo ou gerente de multinacional (L-1A) ou pessoal de conhecimentos especializados (L-1B) ao seu escritório nos Estados Unidos.

Sendo um visto de dupla intenção, permite o requerimento do estatuto de residente permanente aos imigrantes, uma vez que se atendam aos requisitos. Os portadores do visto L-1 devem, obviamente trabalhar na empresa sediada nos Estados Unidos, e sua família direta recebe o visto L-2, podendo o cônjuge trabalhar em qualquer outra empresa nos EUA e os filhos estudar apenas.

Inicialmente, o visto L1A é emitido por um período de um ano com o objetivo de iniciar as operações da subsidiária americana, podendo ser renovado por mais dois anos (o total do período autorizado de permanência do portador do L1A é de sete anos). A renovação do visto será concedida após análise do crescimento e dos dados financeiros do primeiro ano da subsidiária americana entre outras considerações;

Uma vez renovado por dois anos, o titular do visto L1A poderá solicitar a residência permanente, sendo a empresa Americana o “sponsor” do green card desse portador de L1A e seus familiares.

O L1 costuma ser aprovado com relativa facilidade, os problemas costumam  surgir na hora da renovação. Normalmente a empresa brasileira é deixada nas mãos de sócio ou de gerentes que costumam falhar com o plano de negócios o que demonstra ao governo americano que você está fazendo falta no Brasil.

Outro cenário bastante comum é a empresa não conseguir crescer e se estruturar de forma satisfatória em um ano. Segundo a revista Nossa Gente, “os motivos de decisão desfavorável nos processos de renovação de L1A são praticamente idênticos na grande maioria dos casos”.

O Visto EB-5

Enquanto isso, o visto EB-5 é um visto de imigrante que exige um aporte mínimo de 500 mil dólares (esse valor está previsto para aumentar em meados de Setembro de 2015). Com esse aporte e a criação de 10 empregos, o imigrante recebe o green card condicional para si e sua família. O grande diferencial neste caso é o fato de o aplicante que faz o aporte através dos Centros Regionais não precisar necessariamente trabalhar no negócio que criou, podendo ter um aporte em uma área de baixa renda e viver em qualquer outro lugar dos EUA.

Com a assistência adequada, o programa EB-5 é ideal para quem possui o aporte requerido e tem como objetivo final conseguir o Green Card ou até mesmo a cidadania americana.

Os motivos de preocupação em relação ao EB-5 estão geralmente ligados à criação dos dez empregos, entretanto com um plano de negócios bem estruturado e o devido aporte, esse torna-se um motivo de segunda importância, pois os Centro Regionais cuidam do aporte e gerenciam-no de forma a deixar o aplicante livre de dores de cabeça.

Saiba mais sobre os Centros Regionais e sobre os processos do Visto EB-5.
A LCR Capital com certeza pode te ajudar!

No Comments

Post A Comment