Como obter Green Card para os EUA?

Obter o Green Card é o objetivo de todas as pessoas que querem viver e trabalhar legalmente nos EUA.

Com o nome oficial de United States Permanente Resident Card, é esse cartão o documento que funciona como um visto permanente para o país, sem vínculos com uma escola ou empresa.

Apesar da ideia de que não é fácil conseguir o Green Card, existem, sim, alguns caminhos para se chegar a esse tipo de visto.

Quem pode obter o Green Card?

Existem quatro formas de se tornar elegível para o Green Card:

  1. Ter um familiar que seja cidadão americano e possa patrocinar o seu Green Card. O ideal é que seja um parente em primeiro grau (pais ou filhos, por exemplo).
  2. Casar-se com um cidadão ou cidadã americano (a).
  3. Ganhar o Green Card por loteria, que é realizada todos os anos nos EUA. Infelizmente, brasileiros não são elegíveis para essa loteria.
  4. Possuir algum tipo de visto para os EUA que permita a solicitação do Green Card. Nesse caso, os mais comuns são o visto EB-5, de trabalho (H-1B) e de transferência (L1). Veja a diferença entre os vistos de imigração para os EUA.

Se as três primeiras opções não se aplicam ao seu caso, então o caminho para obter Green Card é por alguns dos vistos que permitam esse tipo de requerimento. No entanto, cada tipo de visto segue regras e prazos particulares.

Diferenças entre visto de imigrante e de não imigrante

Os vistos para os Estados Unidos são divididos em dois grupos: os vistos de imigrante e vistos de não imigrante.

O visto de não imigrante é aquele que pressupõe a volta do beneficiário para o país de origem após um período. A maioria dos vistos possíveis para os Estados Unidos são de não imigrantes, como o visto de turista, estudante, intercâmbio, atleta, para tratamento médico e até mesmo alguns tipos de visto de investidor.

A duração dos vistos varia muito de acordo com o tipo e objetivos.

Por exemplo, enquanto o visto de turista (B1) dura 10 anos e permite a permanência no país pelo prazo máximo de 6 meses consecutivos, os vistos de estudante (F ou J) podem estar atrelados à duração dos cursos.

Já o visto de trabalho (H1B) tem a duração de 3 anos, renovável por até 6 anos.

Os vistos de imigrante são aqueles solicitados por pessoas que pretendem viver permanentemente no país, independente de trabalhar ou não nos EUA.

Os tipos mais comuns são o visto de noivos (K), concedido para aqueles que vão ao país para se casar com um cidadão americano; e o visto de investidor EB-5, concedido a pessoas que aportam em um negócio no país, gerando empregos.

É possível obter Green Card com visto de não imigrante?

Sim! Nem todos os vistos de não imigrante impossibilitam a obtenção do Green Card.

Os vistos de estudante ou intercâmbio, por exemplo, não permitem esse processo, mas com outros vistos, como o de trabalho (H1B) ou o de transferência intracompanhia (L1), isso é possível.

Apesar de pressupor a volta ao país de origem, ambos permitem que o seu portador possa solicitar o Green Card para a residência permanente nos EUA.

O processo, no entanto, pode ser bastante demorado. Entre outras coisas, a aprovação do Green Card pode depender da renovação do próprio visto original – algo nem sempre fácil de ser conseguido.

De maneira geral, os vistos de não imigrante têm um processo mais burocrático para a obtenção do Green Card, exigindo que o solicitante permaneça legalmente no país sob aquele visto por um tempo mínimo, enquanto os vistos de imigrante têm um processo mais simples e direto.

Para saber mais sobre os tipos de visto, clique aqui. 

Qual o melhor caminho para obter o Green Card?

Se o seu objetivo é realmente morar permanentemente nos Estados Unidos, mas você não tem familiares no país, a forma mais direta de obter o Green Card é através do visto EB-5.

Para se obter esse visto, é necessário fazer um aporte em um negócio nos EUA, gerando empregos locais. Esse visto concede o Green Card a todos os familiares diretos (cônjuge e filhos solteiros de até 21 anos), com direito de morar e trabalhar nos EUA, e não exige que o beneficiário participe da gestão do negócio que recebeu o aporte – deixando o aplicante livre para exercer a sua carreira principal.

Hoje, o aporte mínimo é de US$ 500 mil, mas a perspectiva é de que aumente para US$ 800 mil em breve. E todo esse processo é feito com o auxílio de um centro regional.

Conheça o programa EB-5 e entenda como participar. Ou entre em contato com a LCR para saber mais sobre o visto EB-5!

No Comments

Post A Comment